COMO ESTÁ SUA VIDA FINANCEIRA? FAÇA O DIAGNÓSTICO

Fazer o diagnóstico da sua vida financeira, analisando e descobrindo exatamente como se encontra a situação de suas finanças, é o primeiro passo para alcançar seus objetivos e a prosperidade financeira.

Você não tem coragem de encarar a realidade?!

Não desista, descubra sua verdade financeira e mude sua vida.

Olhe de frente para suas finanças e saiba exatamente quanto você faz de dinheiro e quanto você gasta.

Caso você tenha dívidas, descubra exatamente quanto você deve, enfrente suas dívidas, e faça um plano para pagar cada uma delas. Leia o artigo: Como liquidar dívidas e limpar seu nome.

Agora nós iremos ensinar sobre a importância de saber o que efetivamente acontece com seu dinheiro e como fazer isso.

 

#PROBLEMAS FINANCEIROS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Problemas Financeiros e Suas Consequências

 

Uma vida financeira desequilibrada e desorganizada, com dívidas não pagas, consumismo desmedido, inadimplência e insegurança é a razão de muitos problemas familiares e individuais.

Separações, depressão, suicídios, homicídios, envolvimento com coisas ilícitas, corrupção, violência social são alguns dos males causados as pessoas e a sociedade em razão da falta de educação financeira em nosso país.

As pessoas querem ter, imediatamente, muitas coisas que não possuem condições financeiras de comprar.

Digo imediatamente, pois entendo que este é o grande problema, o imediatismo, o querer logo.

Qualquer pessoa, que não esteja passando fome, e tenha acesso as condições mínimas de vida pode progredir, ter e conseguir o que quiser, desde que busque, planeje e aja com foco, tendo como prioridade seus objetivos.

O caminho da busca pelo conhecimento, da mudança de comportamentos, da manutenção de um planejamento não é fácil, necessita de persistência, disciplina e foco. Esse é o motivo que muitos apelam para caminhos mais fáceis para conseguir o que almejam.

Crédito fácil com juros altíssimos, envolvimento em negócios ilícitos para conseguir dinheiro fácil e imediato, são alguns caminhos contestáveis que muitos adotam.

Existem também aqueles que, simplesmente, não tem planos, não tem objetivos, não sabem o que querem. Quem vive sem objetivos não chega a lugar nenhum, e consequentemente gasta com qualquer coisa.

Nessa dinâmica é fácil imaginar as sequelas individuais e sociais que são geradas em razão da falta de Educação Financeira.

Caso você se encontre insatisfeito com sua vida financeira, inicie essa mudança analisando suas finanças, suas atitudes em relação ao dinheiro e seus hábitos de consumo.

Vamos começar analisando suas finanças.

 

#COMO REALIZAR O DIAGNÓSTICO DA SUA VIDA FINANCEIRA

 

analise sua vida financeira

 

# TRABALHE SUA MENTE E SUA VONTADE

Perceba os males que sua desorganização financeira lhe causa.

Será que não é melhor mudar e organizar sua vida financeira? Ou você pretende continuar sofrendo danos físicos, emocionais, familiares e financeiros em razão da falta de controle do seu dinheiro?

Pense como será seu futuro se continuar tendo o mesmo comportamento e mantendo a desorganização financeira.

Deu agonia?

Então muda.

Agora imagine como seria sua vida se você tivesse uma vida financeira organizada, equilibrada e saudável. Imagine a realização dos seus sonhos, metas e objetivos.  Permita-se imaginar fazendo aquela sonhada viagem, comprando seu carro sem ficar devendo prestações astronômicas, realizando o sonho da casa própria.

Liberte sua mente e pense em tudo que poderá planejar, desejar e realizar, escolhendo de forma consciente as prioridades para se sentir feliz.

Decidiu agir?! Então vamos lá.

 

#INICIE O DIAGNÓSTICO

 

Diagnostico financeiro

 

A análise de sua vida financeira irá, provavelmente, trazer à tona, que os problemas existentes foram gerados por falta de organização, em razão de desejos satisfeitos sem planejamento, compras desnecessárias, ou ainda inexistência de um fundo de emergência para situações inesperadas.

O diagnóstico, a organização e o planejamento financeiro lhe proporcionarão atingir sua prosperidade financeira.

E o primeiro passo é analisar e diagnosticar sua atual situação financeira.

Para iniciar esse processo, faça e responda perguntas sobre sua vida financeira.

Anote as respostas das seguintes perguntas:

O que você faz com o dinheiro que você ganha?

Quanto você recebe de renda, sejam elas principal, extra e passiva?

Qual o valor da sua renda total?

Quanto você gasta mensalmente para manter sua família?

Com o que você gasta seu dinheiro?

Quais os gastos feitos sem necessidade?

Quais são seus planos para o seu futuro financeiro?

Você possui algum tipo de previdência?

Se não, como irá se manter quando estiver impossibilitado de trabalhar? Você tem algum plano?

Você possui dívidas que não consegue pagar?

Você possui dívidas que você vem pagando corretamente?

Você faz algum tipo de poupança?

Possui algum tipo de investimento?

Quais seus objetivos financeiros?

Quais seus sonhos de consumo?

Sua renda é suficiente para cobrir seu padrão de vida?

Você tem reserva de emergência?

Utilize sua fatura de cartão de crédito para iniciar o processo de análise. Você começará a ter uma noção dos seus gastos e para onde está indo seu dinheiro. Hoje elas são autoexplicativas, um verdadeiro orçamento, dividem até os tipos de gastos.

Depois anote todas as despesas fixas (condomínio, luz, água, escola…) que você tem.

As despesas não fixas e que você paga com dinheiro são as mais difíceis de identificar. Inicialmente, tente lembrar de algumas, mas sugiro que você anote esses gastos sempre que os fizer, ou use um APP com essa finalidade.

Anote tudo que você paga com dinheiro, até o estacionamento público, no meio da rua, que o “flanelinha” lhe cobra pra usar.

Quanto a sua renda, se você tiver salário é bem mais fácil de saber quanto recebe por mês.

Caso sua renda seja variável, é bom que seu orçamento seja trabalhado dentro do valor fixo que você recebe. A parte variável deve ser computada e analisada durante alguns meses para que seja retirada uma média e você considere para o seu orçamento apenas com o mínimo dessa média. O que for ganho a mais, é interessante que seja investido como colchão de emergência.

Manter seu padrão de vida dentro da média mínima de sua renda é a forma mais segura de não entrar em dificuldade financeira.

Essas questões básicas e essas primeiras anotações de ganhos e gastos levarão o educando a refletir e ter um diagnóstico inicial da sua realidade financeira.

Dá um pouco de trabalho no início, mas isso deveria ser feito por todos nós e por todas as famílias, o problema é que não nos ensinaram isso em nenhum lugar.

Esse diagnóstico é o primeiro passo para iniciar a caminhada rumo a uma vida financeira equilibrada capaz de proporcionar a realização dos seus sonhos, qualidade de vida e prosperidade financeira.

 

#RESULTADO DO DIAGNÓSTICO

 

O resultado do diagnóstico apresentará informações para iniciar uma organização, ou seja, um orçamento com base no seu planejamento financeiro, respeitando suas metas e objetivos, pessoais e familiares, visando atingir a prosperidade e o equilíbrio financeiro.

Depois de realizar seu diagnóstico, você deverá ter em mãos, pelo menos, as seguintes respostas:

Os valores das suas rendas principal, extra e passiva.

Caso existam, os valores de cada uma das suas dívidas e os prazos para pagamento.

Cada um dos seus gastos divididos em categorias.  

Qual tipo de gastos você mais faz.

Quanto sobra do seu dinheiro por mês para investir.

Quanto falta de dinheiro para manter seus gastos.

Qual o valor do seu padrão de vida.

Se o seu padrão de vida é maior ou menor que sua renda.

Além dessas, as outras respostas também serão úteis para demonstrarem, em resumo, quanto você ganha e quanto você gasta e como se encontra de forma panorâmica todas as esferas da sua vida financeira.

Com base nessas respostas você será capaz de saber quais itens da sua vida financeira estão descobertos e fazer um planejamento financeiro para realizar seus objetivos, sonhos, equilibrar suas finanças e atingir a sonhada prosperidade financeira.

 

# CONCLUSÃO

 

Não se pode iniciar a organização da vida financeira sem antes fazer o diagnóstico da situação atual. A análise é essencial para saber em que fase sua vida financeira está, fazer um planejamento a partir dessa informação e iniciar sua organização corretamente.

Faça seu diagnóstico. Enfrente sua realidade, por mais dolorosa que ela possa aparecer.

Comece já e colha os frutos em poucos meses.

O diagnóstico é mais um passo que levará você a atingir sua prosperidade financeira.

Continue sua caminhada.

Gostou do artigo. Compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso à Educação Financeira e assim possamos fazer um país melhor e mais desenvolvido.

Faça seu cadastro no site e recebe semanalmente artigos em seu e-mail.

Manu Peixoto

Manu Peixoto acredita que a Educação Financeira pode mudar a vida das pessoas, proporcionando qualidade de vida e prosperidade financeira. Quer ajudar você a organizar e cuidar melhor da sua vida financeira. Estudiosa e praticante da Educação Financeira há vários anos.

Website: http://vidafinanceirainteligente.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *